15 de Maio, dia de Santo Isidoro Camponês

15 de maio de 2018

DIA 15 DE MAIO, Dia de Santo Isidoro Camponês

 

Frei Sérgio Görgen*

 

A Igreja Católica reconhece e celebra Santo Isidoro, o Camponês,  como padroeiro das famílias camponesas no mundo inteiro.

Sem sombra de dúvidas, Isidoro desponta na mente de quem se debruça sobre sua biografia, como um Santo diferente do que está presente no imaginário coletivo comum.

Isidoro é um simples agricultor, cultivador da terra, pobre, sem estudos e leigo. Não é padre, nem frei, nem bispo, nem monge e nem fez muitos nem grandes milagres. É um homem simples do povo.

Cultiva terra alheia, não tem terra própria, portanto, é um “sem terra”. Camponês sem terra, como milhões ainda hoje. E seu patrão, o latifundiário, dono da terra, é mau e repressivo. Como a maioria ainda hoje.

Isidoro é solidário com seus companheiros e vizinhos, organizador e participante da comunidade e de vida espiritual intensa e isto chama a atenção de seus vizinhos.

Santo Isidoro é o Padroeiro da Rede de Comunidades dos Assentamentos de Hulha Negra, Candiota e Aceguá/RS, Diocese de Bagé, atendida pastoralmente pela Fraternidade Padre Josimo.

 

Breve Biografia de Santo Isidoro (Organizada por Frei Wilson Zanatta OFMCap)

 

Nasceu em 1070, numa pequena cidade do interior de Madri, Espanha, o menino que recebeu de seus pais, no batismo, o nome de Isidoro.

 Filho de camponeses, seus pais trabalhavam numa propriedade arrendada para poder sustentar família.

Isidoro cresceu neste ambiente de trabalho, uma vida muito sofrida, explorado e por isso pobre. Cresceu entre as dificuldades que a vida apresentava e sempre demonstrando muita fé e participação.

Isidoro foi um menino sereno e como jovem muito caridoso. A família toda levantava bem cedo para louvar e agradecer ao Senhor da vida, participando da missa para depois trabalhar no campo. Quando seus atos de fé começaram a se destacar, já era casado com Maria Turíbia e pai de um filho. E foi acusado pelo patrão de deixar de trabalhar para participar da comunidade e da celebração.

Isidoro era tão solidário que dividia com os mais pobres tudo o que ganhava com seu trabalho, ficando apenas com o mínimo necessário para alimentar os seus. Quando seu filho morreu ainda criança, Isidoro e Maria não se revoltaram, ao contrário, passaram a se dedicar ainda mais aos necessitados.

Certo dia, quando estava lavrando a terra, de repente ouviu o sino da Igreja tocar. Prontamente, deixa os bois onde estavam e vai participar com a comunidade na celebração da missa.

Com sua fé profunda, nada o impedia de participar daquilo que era de Deus, nem mesmo as ameaças do patrão que era carrasco e não queria que o empregado perdesse tempo com rezas.

Certa feita, novamente, ao tocar o sino, não duvidou; deixa os bois e vai à comunidade para celebrar. Desta vez seria reprimido e perderia a terra que arrendava.

Eis que ao retornar encontra o restante da terra toda lavrada.

A fé profunda no Senhor da vida, fez crer que um anjo continuou o serviço de Isidoro. Ou, por sua imensa solidariedade e caridade, despertou a solidariedade dos vizinhos. Para que Isidoro não perdesse o emprego foram lavrar a terra enquanto Isidoro rezava e participava da comunidade.

Isidoro Camponês, conhecido também como “Lavrador”, levou uma vida reta e justa, no seguimento de Jesus Cristo. Isidoro, modelo de fé e vida, morreu com fama de santo, em 1130.

Hoje, ele é o santo protetor e modelo para milhares de pessoas. Ele é comemorado como protetor dos trabalhadores do campo, dos camponeses, dos sem terra, dos que trabalham e vivem da terra.

Precisamos seguir-te a na fé e na solidariedade e na luta por dias melhores, demonstrando amor e participação na vida de comunidade, nas lutas do povo e na defesa da vida dos camponeses, dos desempregados, dos índios, de todos os que sofrem. E da nossa Mãe terra e toda a criação.

 

ORAÇÃO A SANTO ISIDORO CAMPONÊS

Santo Isidoro camponês protegei nossas famílias, dê-nos força e esperança para produzir comida e cuidar da mãe natureza e, por teu intermédio, venha até nós a bênção de Deus Pai, Filho e Espirito Santo. Amém.

 

 

  • Frei Sérgio é Frade Franciscano e membro da Rede de Comunidades Santo Isidoro Camponês