Porque prefeitos, vereadores, comerciantes e prestadores de serviço devem apoiar o PL da Agricultura Familiar?

12 de julho de 2020

A votação do Projeto de Lei da Agricultura Familiar (PL 735/2020) que está prevista para a próxima terça-feira na Câmara dos Deputados e que tem como relator o Deputado Zé Silva (SD/MG) atrai atenção de vários setores da sociedade. O Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) está intensificando suas ações de comunicação junto a estes setores e prondo a reflexão a respeito de formas como os setores urbanos também podem ser beneficiados de forma direta e indireta por essa ação.

Irá beneficiar famílias de pequenos agricultores, assentados, quilombolas, pescadores, extrativistas, indígenas, no Brasil todo.

Contribuirá para aumentar significativamente a oferta de alimentos no país, evitando simultaneamente, a fome e a inflação dos alimentos, abastecendo as cidades.

Mas está chamando a atenção, à medida em que se torna conhecido, pelo bem que poderá gerar na economia dos municípios do interior do Brasil.

Prefeitos, comércio local e setor industrial ligado à agricultura sabem que, quando o agricultor acessar os recursos previstos neste programa emergencial, este dinheiro não vai só aumentar a produção de alimentos. Ele vai circular nas economias locais. Vai ajudar muitas pequenas e médias empresas afetadas pela crise.

Vai manter empregos e diminuir o desemprego.

Vai, inclusive, aumentar a arrecadação dos Estados e Municípios com a melhoria da atividade econômica.

É só fazer um pequeno cálculo: um pequeno município que tenha em seu território 400 famílias de pequenos agricultores e metade deles acessarem o Crédito Fomento de R$ 2.500,00 e a outra metade acessar o Crédito Emergencial de R$ 10.000,00. Serão R$ 2.500.000,00 circulando na economia local gerando efeitos positivos em todos os setores, dinamizando o consumo e gerando qualidade de vida.

Por isto a importância de prefeitos e comércio local apoiarem a aprovação do PL 735/2020 na Câmara dos Deputados.

 

O que defende o MPA e demais movimentos sociais e populares ligados ao campo?

1 – Fomento à atividade familiar e crédito com condições especiais;

2 – Criação do Programa de Aquisição de Alimentos Emergencial (PAA-E);

3 – Ações específicas para apoio de mulheres agricultoras;

4 – Solução do endividamento da agricultura familiar camponesa;

5 – Retomada do programa de construção de cisternas.

Confira mais detalhes sobre estes e outros pontos defendidos pelos movimentos e Organizações sociais e Populares ligadas ao campo no site www.mpabrasil.org.br .