ICPJ vai a Tocantins para lançar documentário sobre vida e luta de Padre Josimo

18 de maio de 2016
Notícias

josimo_01_pA história de vida e luta do Padre Josimo virou filme no documentário “Josimo – O Padre negro de sandálias surradas”, realizado pelo Instituto Cultural Padre Josimo em parceria com a Cáritas Brasil. O audiovisual foi lançado nas celebrações da Semana Social da Terra e das Águas Padre Josimo. Realizado entre os dias 9 e 15 de maio na região do Bico do Papagaio, Norte do Tocantins, o evento relembrou os 30 anos do assassinato do padre, morto em 1986 por pistoleiros, a mando de fazendeiros da região.

Diversas atividades foram realizadas em memória à luta de Padre Josimo junto aos povos da terra e das águas, entre as quais estiveram as exibições do documentário para a comunidade. Jovens que participaram do II Acampamento da Juventude Romeira e também religiosos da comunidade onde Josimo viveu, em Buriti do Tocantins, participaram das sessões de lançamento.

Padre Josimo está vivo e presente no coração e na mente de milhares de pessoas que lutam para que a terra seja libertada das garras do latifúndio e partilhada com as famílias camponesas que dela precisam para seu e nosso sustento. Isso fica claro nas palavras do bispo de Tocantinópolis, ‎Giovane Melo, que durante o lançamento declarou que “estamos aqui porque acreditamos na luta, acreditamos na vida, acreditamos na causa do padre Josimo. Josimo não é só um nome, Josimo é uma causa”.

 

Sinopse do filme “Josimo – O Padre negro de sandálias surradas”
josimo_02

 

Confira fotos do lançamento na Semana Social da Terra e das Águas Padre Josimo de 2016:

Caminhada nas ruas lembrou legado de luta de religiosos

Caminhada nas ruas lembrou legado de luta de religiosos

II Acampamento da Juventude Romeira

II Acampamento da Juventude Romeira

II Acampamento da Juventude Romeira

II Acampamento da Juventude Romeira

Jovens junto da mãe do padre Josimo, a dona Olinda

Jovens junto da mãe do padre Josimo, a dona Olinda

Mãe de Josimo ao centro recebendo cópia do DVD do bispo de Tocantinópolis, Dom Giovani Melo

Mãe de Josimo ao centro recebendo cópia do DVD do bispo de Tocantinópolis, Dom Giovani Melo

Isnar Borges, do ICPJ, representou o instituto durante lançamento

Isnar Borges, do ICPJ, representou o instituto durante lançamento

 

Quem foi Padre Josimo

Josimo Morais Tavares, conhecido como Padre Josimo, nasceu em Marabá no Pará, de família humilde Josimo era filho de uma lavadeira que o teve à beira do Rio Araguaia, em 1953. Ainda criança, sua família se mudou para a cidade de Xambioá , no Tocantins. Aos 11 anos partiu para Tocantinópolis para estudar em um seminário. De lá rumou para Brasília, depois para Aparecida do Norte (SP) até estudar em Petrópolis (RJ), em um seminário Franciscano.

Por ser pobre, negro e filho de camponeses, Josimo foi alvo de muitos preconceitos. Quando terminou os estudos, decidiu voltar a Xambioá para dedicar sua vida à causa dos trabalhadores e trabalhadoras rurais. Ao longo de sua vida, o padre denunciou os grileiros da terra, a opressão dos latifundiários contra os lavradores e defendeu os direitos do povo, conscientizando-os sobre sua força. Padre Josimo era coordenador da Comissão Pastoral da Terra (CPT) – no Bico do Papagaio, conhecida por intensos conflitos de disputa de terra.

Por suas idéias e ações, causou ódio aos fazendeiros da região, passando a receber diversas ameaças de morte.Em 10 de maio de 1986, na cidade de Imperatriz, no Maranhão, padre Josimo foi assassinado com dois tiros pelas costas quando subia a escadaria do prédio onde funcionava o escritório da CPT.