Um olhar sobre Juventudes

11 de agosto de 2019
Autor
ICPJ

Neste momento atual, estamos diante de um contexto de época de mudança. E ser jovem nos dias de hoje, é muito diferente do que era ser jovem na época dos nossos pais e avós, ou seja, dos nossos antepassados.

O planeta terra nos dias de hoje é mais rápido, é mais tecnológico, é mais digital e interconectado em âmbito global. Os jovens estão conectados nas redes-socais, através dos seus smartphones.

É no período da juventude que procuramos a vocação, o futuro da vida (o caminho que devemos percorrer) e frequentamos escolas, universidades e trabalhos.

Também existe hoje, uma pluralidade de mundos juvenis, a tal ponto de utilizarmos a palavra juventude, não no singular, porém, no plural, ou seja, a palavra juventudes (**CHRISTUS VIVIT, 68).

Deve-se distinguir entre os jovens o seguinte: os que têm acesso às oportunidades oferecidas pela globalização, outros estão “à margem da sociedade ou no mundo rural suportando os efeitos e formas de exclusão e até de descarte” (**CHRISTUS VIVIT, 69).

Igualmente “a cultura atual promove um modelo de ser humano pontualmente associado à imagem do jovem” (**CHRISTUS VIVIT, 79).

Como Frei Franciscano e diante dos jovens que conversam hoje comigo (também com os outros Freis) percebemos que existe uma dificuldade diante da sexualidade e o encontro com os fracassos da vida (com o risco do suicídio). Também encontramos acertos: sonhos realizados, feridas curadas, recordações de momentos felizes, exemplos de alegria e de paz.

Em muitos jovens constato o desejo da busca de Deus, também o sonho da fraternidade, o desejo de desenvolver as próprias capacidades em prol de uma humanidade melhor; da mesma maneira são muito sensíveis a questão ecológica e promoção da paz (**CHRISTUS VIVIT, 84).

Neste sentido, a Província Franciscana São Francisco de Assis do Rio Grande do Sul, desde 2010, com uma moção capitular, começou a pensar um projeto de Evangelização das Juventudes. Assim, tivemos Jornadas de Formação Franciscana (JFF), reuniões, formações, Encontro Estadual de Jovens Franciscanos (ENJF), Missões Franciscanas da Juventude (MJF) e Encontro Nacional de Jovens Franciscanos (ENJF).

E em cada um destes encontros saio com as forças, a energia e o espírito renovado, pois sinto e percebo no jovem a alegria e a vitalidade do próprio Deus. Além disso, me alegro com a fraternidade provincial e a com a jovem Fernanda (da Paróquia Nossa Senhora do Rosário de Horizontina) que acolheu o chamado de ser missionária nas terras de Marabá (Pará). Este desejo que foi despertado durante as Missões Franciscanas da Juventude em 2018, em Horizontina, RS.

Vemos através das temáticas da promoção da paz e da ecologia, chegamos e conseguimos sensibilizar o coração das juventudes. E os mesmos, vibram muito pela vida e valores de São Francisco e Santa Clara de Assis. Por isso, é importante ressaltar o tema das Missões Franciscanas da Juventude 2019, em Rio Grande: “Quem é da paz, promove a vida”.

Que sejamos capazes como fraternidade provincial franciscana e Igreja, de contemplar Deus, na vida da juventude. Pois Deus é capaz de rejuvenescer e de se renovar continuamente. Paz e bem!

 

Frei Tiago Frey, OFM

Frei franciscano do Rio Grande do Sul

 


**Exortação Apostólica Pós-Sinodal Christus Vivit do Papa Francisco;