Revista de Rádio 370 - 17 de setembro de 2020



Bloco 1:

Bloco 2:

INSTITUTO CULTURAL PADRE JOSIMO 

PROGRAMA REVISTA DE RÁDIO

Produção e apresentação: Frei João Osmar

 370º programa: 17 de setembro de 2020:

1- Resenha: Hoje vamos destacar um assunto para relatar e debater com nossos ouvintes: A pandemia provocada pelo Covid-19 X retorno das aulas presenciais neste semestre no RS e no Brasil. Pois é. O Brasil já registrou mais de 4 milhões e 300 mil casos confirmados de coronavírus, com mais de 133 mil mortes. Sabemos que estes números estão bem abaixo da realidade, segundo pesquisa da UFPEL que aponte que para cada caso registrado há 5 ou mais casos reais de contaminação e de mortes. Os números oficiais já são assustadores pois estão no topo da lista de países onde mais morre gente pelo covid-19. Vamos aos exemplos: Peru é o país do mundo onde mais morre gente pelo covid- 19 chegando a 930 mortes por milhão de habitantes. Já a Bolívia que é o 5º país em mortes chega a 632 mortes por milhão de habitantes. No Estado de Roraima morrem em média 1009 pessoas por milhão e no Rio de Janeiro morrem em média mil pessoas por milhão de habitantes. São números assustadores. Aqui no RS a coisa é um pouco mais amena, mas ainda é muito grande o número de mortes por milhão de habitantes. E a curva do gráfico continua achatada lá por cima, com uma leve queda nos últimos dias. Enquanto isto, o grande debate nacional, e aqui no RS também é sobre o retorno às aulas presenciais neste semestre ainda. Sabemos que se isto acontecer vai ter um aumento vertiginoso no número de contaminados e de mortes por coronavírus, pois é impossível manter o distanciamento social proposto pela OMS com crianças e adolescentes em pátios e em salas de aula. A quem mesmo interessa esse retorno às aulas presenciais neste semestre que já caminha para seu final?

2- Entrevista: Hoje vamos  ouvir o testemunho da Irmã Michele da Silva que pertence à Congregação Religiosa Imaculado Coração de Maria – ICM com sede em Porto Alegre, RS, desde 2016. Atualmente ela mora e trabalha em Comunidades de periferia na cidade de Caxias do Sul, RS. Dedica-se ao atendimento de pessoas e famílias em situação de vulnerabilidade social, bem como na Rede Um Grito pela Vida, na luta contra o tráfico humano. Irmã Michele é atuante em coletivos em defesa e proteção de mulheres vítimas de violência doméstica misoginia, bem como das Comunidades Eclesiais de Base – CEBs e do Coletivo Igreja em Saída RS. Na sua fala ela nos conta como está enfrentando a pandemia do coronavírus tanto ao nível pessoal, como comunitário e social. E, finalmente nos deixa uma mensagem de esperança.

3- Música: Os Reis do Agronegócio com Chico César;

4- Foto da internet: Irmã Michele da Silva.