Revista de Rádio 363 - 30 de julho de 2020



Bloco 1:

Bloco 2:

INSTITUTO CULTURAL PADRE JOSIMO 

PROGRAMA REVISTA DE RÁDIO

Produção e apresentação: Frei João Osmar

 363º programa: 30 de julho de 2020:

1- Resenha: Hoje vamos destacar a grande que tem dado nos meios de comunicação do Brasil e de mundo uma “Carta ao Povo de Deus” escrita por mais de 150 bispos da Igreja Católica ligados à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB, onde classificam o governo federal de incapaz de enfrentar a crise provocada pela pandemia do coronavírus ao sofrimento e à morte milhões de pessoas, especialmente os das camadas mais empobrecidas de nossa sociedade. Na sequência tem surgido uma grande quantidade de manifestações coletivas e pessoais em apoio ao ato profético protagonizado por aqueles bispos. São padres, religiosos e religiosas, leigos e leigas, bem como diversas entidades da sociedade civil. Trata-se de um bom sinal nestes tempos sombrios que estamos vivendo.

2- Entrevista: Hoje vamos ouvir mais um testemunho de pessoas ligadas ao CEBI/RS sobre como estão enfrentando a quarentena provocada pela pandemia do coronavírus tanto ao nível pessoal como familiar, profissional e na militância nas igrejas e no movimento popular. Quem nos fala hoje é Neila Allende dos Santos, que é professora da rede pública municipal de ensino do município de Santana do Livramento na região da fronteira com o Uruguai. Ela que é casada, mãe e, além de professora, é animadora de comunidade da Igreja católica e de grupos de estudo bíblico ligados ao Centro de Estudos Bíblicos – CEBI no seu município e em Rivera no Uruguai. Já foi da Coordenação do CEBI/ RS e atualmente é membro do Conselho Nacional do CEBI. Vale a pena ouvir seu testemunho muito qualificado sobre nossa situação atual. E na sequência vamos ouvir um chamado da Conferência dos Religiosos/as do Brasil – CRB sobre o enfrentamento ao tráfico de pessoas cujo Dia Nacional celebramos na quinta feira desta semana.

3- Música: Tudo outra vez com Belchior.

4- Foto da internet: Neila Allende dos Santos.