PGM #221: Entrevista com a Profª. de música Keliezy Conceição Severo Netto (parte 1)



Bloco 1:

Bloco 2:

Temas da Semana:

Nesta semana as notícias continuam repercutindo o desmonte do Estado Brasileiro pelo grupo de Michel Temer que assumiu o poder a partir de um golpe em 2016. São duas as ações principais levadas a efeito pela turma que ocupa o Planalto: Desmonte das políticas Públicas e do Estado de bem estar social e da venda de ativos da nação como as reservas de petróleo e as nossas estatais. Tudo isto à luz do dia com a complacência da grande mídia e do Judiciário.

No meio da semana uma notícia bombástica agitou os meios de comunicação pois um dos âncoras mais famosos dos telejornais da Globo foi gravado com expressões racistas, coisa que bombou nas redes sociais, levando a Emissora dos Marinhos a afastá-lo de suas funções. Essa atitude da maior empresa privada de comunicação do mundo não a isenta de seu histórico racista e xenófobo.

Entrevista de hoje:

Na entrevista de hoje vamos conversar com a Profª. Keliezy Conceição Severo Netto que é natural aqui de Porto Alegre, do local onde hoje está o Jardim Botânico, mas que desde sua infância mora na Comunidade da Vila MAPA, que pertence ao Bairro Lomba do Pinheiro Zona Leste de Porto Alegre. Foi na Escola Municipal Villa Lobos, da sua vila que ela teve seu primeiro contato com a música numa oficina de flauta doce aos dez anos de idade. O que no início era apenas uma oficina de flauta doce, hoje é uma Orquestra que leva o mesmo nome da Escola: Villa Lobos. A Profª. Keliezy hoje com 31 anos é casada e mãe de um menino de um ano e meio. Ela que se assume como negra fala na entrevista da importância da música na vida das pessoas e do quanto ela mesma cresceu na vida por causa da música. A conversa continuará no próximo programa.

Músicas: Grupo de Flautas, sob a regência de Keliezy Conceição Severo Netto.