PGM #216: Entrevista com Raul Sérgio dos Santos, ativista da luta por moradia



Bloco 1:

Bloco 2:

Temas da Semana:

Nesta semana recebemos a triste notícia da morte do Reitor da Universidade Federal de Santa Catarina UFSC vítima da espetaculosa da justiça federal acompanhada de grande aparato midiático. Homem honrado e ordeiro não aguentou a humilhação e foi encontrado morto em um Shopping Center em Florianópolis. Vítima fatal da onda justicialista que abala o Brasil. Enquanto o Governo Temer abre o balcão de compra de votos dos Parlamentares Federais para se safar da segunda denúncia do PGR continuam os cortes nas áreas essenciais como saúde, educação Seguridade social e segurança.

Aqui no RS a crise de governança se expande atinge a prefeitura municipal de Porto Alegre, onde os funcionários entram em greve por tempo indeterminado, ou até que o Executivo ponha em dias seus vencimentos.

Entrevista de hoje:

Na entrevista de hoje vamos Raul Sérgio dos Santos, 65 anos, natural de Santa Cruz do Sul, RS. Ele que é formado em Magistério chegou a dar aulas no interior antes de migrar para a capital do Estado. Em Porto alegre veio morar no Bairro Lomba do Pinheiro em casa alugada, enquanto trabalhava em hotelaria e transporte público de passageiros. Pressionado pelo preço do aluguel de uma pequena casa para morar com sua família de cinco pessoas, junto com outros vizinhos, resolveu ocupar uma área ociosa nas proximidades. A Partir daí passou a se organizar com os outros moradores para garantir a moradia e a infra-estrutura para a ocupação: creche, água, saneamento, transporte,ruas e tudo mais. Aqui ele nos fala de sua vida e lutas.

Músicas: Me Dá Um Dinheiro Aí, com Moacyr Franco.

O resultado disso a população conhece de sobra: linhas com ônibus superlotados, atrasos constantes, veículos já oferecendo péssimas condições de conforto e segurança aos seus usuários. Enfim, o quadro ideal para que a população passe a odiar a Carris e defender a sua privatização.