Plantas Medicinais para Cuidar da Vida

27 de julho de 2017
Eventos

Teve início na terça feira, dia 25 de julho de 2017, no Assentamento Conquista da Fronteira, no Município de Hulha Negra, o Curso  “Produção e Uso de Plantas Medicinais na Saúde Comunitária”.

O Curso é promovido pelo Instituto Cultural Padre Josimo, com assessoria, em sua primeira etapa, do Dr. Gilberto Bevilácqua, da Embrapa Clima Temperado, de Pelotas, RS.

O Curso prevê duas Turmas e será realizado em seis etapas de 2 dias e meio cada etapa.

O Fundo Nacional de Solidariedade, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, está apoiando financeiramente a realização deste curso, visando a formação de agentes qualificados nas comunidades para contribuir na promoção da saúde da população.

O Curso tem um enfoque essencialmente prático, sem descuidar da necessária fundamentação teórica. “Aprender fazendo e fazer aprendendo” faz parte da metodologia de aprendizagem do curso.

A abertura da primeira etapa contou com a presença da representante do MST da região da Fronteira, Silvana Krupinski, do Secretário de Governo do Município de Candiota, Artêmio Parcianello e do Bispo Diocesano de Bagé, Dom Gílio Felício.

Nas palavras de Dom Gílio, atividades como esta contribuem para realizar os apelos do Papa Francisco, de “cuidar da vida, cuidar das pessoas e cuidar da natureza”.

Com a presença de 22 pessoas vindas de várias regiões do Rio Grande do Sul, nesta primeira etapa os participantes estudam a identificação de plantas, supropriedades medicinais, principais formas de aplicação e métodos de colheita, secagem, métodos de produção de fitoterápicos e orientações de uso.

Segundo o Doutor Bevilácquua, o mais importante, é “construir um conhecimento que gere autonomia”. 

O Curso é Coordenado por Frei Wilson Zanatta, autor do Livro “Ervas

Medicinais”, em quinta edição e com a Coordenação Pedagógica de Célio Cadoná, educador popular.